domingo, 6 de novembro de 2011

Torne-se Indispensável para o Seu Empregador

A segurança no emprego e o progresso na carreira são aspectos que estão na mente da maior parte da massa laboral. Perguntas como: será que o meu contrato será renovado ou será que desta vez irei receber a promoção? Muitas vezes são fonte de ansiedade ou insegurança.
A sugestão que trago para quem vive estes momentos e tem aspirações de progredir na carreira é que se torne indispensável para a sua organização. Se queres progredir, desenvolva capacidades que complementam o que você já faz bem.
O artigo da Harvard Business Review de Outubro, 2011[1], sugere uma excelente forma de desenvolver o seu potencial de forma linear. Este artigo sugere que o segredo está no identificar aspectos comportamentais e de liderança que são críticos para a sua função, e distinguir o que você já faz bem, e o que precisa de melhorar. O artigo sugere ainda que identifique o aspecto comportamental que, se você for excelente nele, tem maior potencial de lhe tornar mais influente e destacável entre profissionais na sua área, e deste modo tornar-lhe indispensável para o sucesso da sua organização.
A titulo de exemplo, uma competência técnica como Gestor Financeiro ou Gestor de Informática, pode tornar-se mais efectiva quando associada à excelentes capacidades de comunicação. Este aspecto automaticamente melhora a sua capacidade de relacionamentos interpessoais e de influenciar positivamente as pessoas à sua volta. O desenvolvimento do aspecto de comunicação torna o profissional mais acessível o que encobre qualquer lacuna que possa ter no aspecto técnico pois a sua capacidade de comunicar abre-lhe para receber feedback, aceitar ideias dos outros e estes por sua vez tornam-se mais predispostos e tolerantes aos seus erros.
Para chegar a este nível de efectividade, o artigo sugere quatro passos básicos e simples, que foram testado em cerca de 30,000 líderes. O estudo concluiu que o que distingue os lideres do resto da massa laboral, é a capacidade de identificar dois a três aspectos comportamentais críticos para a organização e um ou dois que são naturais a pessoal e desenvolve-los ainda mais. O estudo concluiu que os 16 aspectos comportamentais abaixo identificados correlacionam fortemente com bons resultados empresariais, e que cada um deles tem pelo menos uma dúzia de outros comportamentos associados cujo desenvolvimento pode enaltecer o desempenho do profissional e torna-lo indispensável.
1.        Capacidade Relacionadas ao Carácter:
·         Demonstra honestidade e integridade
2.        Capacidade Pessoais
·         Demonstra capacidades técnicas e profissionais
·         Resolve problemas e análisa assuntos diversos
·         Inova
·         Pratica auto-desenvolvimento
3.       Resultados
·         Focaliza nos resultados
·         Estabelece metas acima do esperado para a sua função
·         Toma iniciativa
4.       Capacidades Interpessoais
·         Comunica de forma poderosa e a todos os níveis
·         Inspira e motiva aos outros
·         Constrói relacionamentos
·         Desenvolve aos outros
·         Colabora e promove o trabalho em equipa
5.       Liderança de Mudanças
·         Desenvolve perspectivas estratégicas
·         Lidera mudanças ou influencia os colegas para aderirem facilmente às mudanças
·         Liga o grupo ao mundo exterior
A lista é longa, mas os autores do artigo advertem: escolha uma capacidade a desenvolver, e escolha outra que facilmente se associa a ela, e desenvolva-a de forma linear. 
Como posso fazer isso?
Aqui vão quatro dicas:
1.   Identifique os teus pontos fortes: Existem várias maneiras de identificar como por exemplo a auto-avaliação, as avaliações do desempenho passadas, o feedback que já recebeu, mas gostaria de lhe sugerir uma análise de 360o que consiste em recolher informação em pessoas a todos níveis (supervisores, superiores hierárquicos, colegas do meus nível profissional, colegas abaixo de si, seus subordinados, familiares, amigos) – se pretende um ferramenta simples para a sua análise 360o que possas aplicar pessoalmente, registe-se no Newsletter da ATOS, Lda e envie-me um  e-mail solicitando a ferramenta grátis. Quando receberes os resultados, não resista à informação, o que importa para este exercício, não é o que você pensa de si, mais sim como os outros lhe percepcionam, o que significa o impacto você tem sobre os outros!
2.   Escolha os pontos fortes a trabalhar neles. A tendência quando recebemos feedback é focalizar nos pontos francos e trabalhar neles. Ë importante, mas para este exercício, sugerimos que coloque a sua energia no que você já faz bem, e naquelas competências que também são importantes para a organização, especialmente para melhorar o seu impacto e influência. Paralelamente, escolha uma competência que você tem certa paixão por ela. Uma vez identificadas duas a três tais competências conforme a lista acima, faça a seguinte análise:
  • Será que procuro naturalmente por formas de melhorar esta competência?
  • Será que naturalmente procuro por novas formas de usa-las?
  • Será que estou suficientemente ernergizado, não cansado, quando estou a usar estas capacidades?
  • Será que procuro projectos que possa aplicar estas competências?
  • Posso imarginar-me a gastar tempo para melhorar?
  • Irei gostar de tornar-me melhor nestas competências?
Conte os sim, se forem pelo menos quatro, mãos à obra. Se forem menos, reveja as competências escolhidas. A ideia é que você se sinta entusiasmado, energético e com expectativa de excelentes resultados. Não pode ser trabalho adicional, tem que fazer parte de quem você já é, apenas melhor!
3.   Escolha um comportamento complementar: Esta pode e deve ser uma competência ou de carácter ou interpessoal.  As pessoas com bom carácter e que ajudam aos outros a desenvolverem um bom carácter, são vistas como exemplo a seguir e se associar este aspecto a capacidades interpessoais tais como comunicar de forma poderosas, inspirar e motivar, construir relacionamentos genuínos e profundos, têm maior potenciar de se tornar um lidere carismáticos. O que é um líder? Ë alguém que inspira aos outros a seguirem-no sem exercer poder!
4.   Desenvolva as capacidades escolhidas de forma linear: já escolheste, agora focalize em desenvolver as capacidades de forma linear – procure situações em que você precise de usar essas competências. Por exemplo, se você decidiu desenvolver a capacidade de comunicar, reduza o número de e-mails que envia e opte por falar face a face com as pessoas que estão perto de si, enquanto fala estude as suas reacções faciais e vá ajustando o seu tom de voz, e o seu nível de energia de forma a deixar a outra pessoas mais a vontade e receptiva. Nunca termine uma conversa deixando a outra pessoa pior do que quando você começou. Deixe sempre a outra pessoa com impressão de ter recebido algo de si. Se quer comunicar para grandes grupos, peça um encontro informal de 10 minutos e comunique. Se precisa de comunicar-se com alguém distante de si, fale ao telefone, e depois pode enviar o seu e-mail. Se por sua vez decidiu desenvolver a capacidade de inspirar aos outros, inpira-se primeiro e decida inspirar pelo menos três pessoas por dia, fazendo-as ver que há sempre algo de bom em tudo o que acontece. No simples bom dia, você pode encontrar uma oportunidade para inspirar alguém. Você já notou que a maioria dos Moçambicanos nunca dizem que estão bem mas dizem frequentemente mais ou menos? – então você tem um espaço para influenciar alguém para passar de mais ou menos para bem. Subscreva a sites que lhe enviem frases diárias inspiradoras e assim você terá uma frase por dia que poderá exercitar e usar para influenciar aos outros.
Pratique e diga-me como vai a sua mudança. A ideia é que você se torne indispensável de modo que o empregador fique preocupado com sua possível saída, e não que você fique sempre preocupado com a possível não renovação do seu contrato. O tempo em que os conhecimentos eram a mais importantes já passou, este é o tempo em que a forma como você usa os conhecimentos e influencia os outros lhe levam ao sucesso.
Se tiver feito a sua análise 360o e precisar de coaching, não hesite em contactar-me por e-mail
Tenha uma boa semana!
[1] Zenger, John, Folkman, Joseph e Edinger, Scott (2011) Making Yourself Indispensable. HBR