domingo, 28 de agosto de 2011

Você pode negociar a oferta salarial

Uma negociação salarial, é o processo pelo qual o empregador e o candidato alcançam um acordo em relação aos termos e condições de trabalho.

Nas edições passadas, referi-me sobre a importância de se fazer uma pequena "pesquisa de mercado" de forma a obter informação sobre o que o mercado paga para a posição em que se candidata. Assumindo que você foi convidado para a entrevista e foi bem sucedido(a), o passo seguinte será receber uma oferta de emprego que contêm os termos e condições de trabalho (salário, benefícios e outros). A oferta pode ser por escrito ou verbal. Seja em que modelo for, você não deve trata-la como final, mas sim como o início de um processo de negociação.

Como em qualquer negociação, parte-se do princípio que cada uma das partes tem algo que a outra deseja. O empregador deseja adquirir a mão de obra oferecendo como contra partida o emprego assalariado, e sempre que possível, ao valor mais baixo que os seus regulamentos permitem, e o candidato

sábado, 6 de agosto de 2011

Recursos Humanos em Moçambique - Marta Madeira: Respondendo às suas perguntas

Recursos Humanos em Moçambique - Marta Madeira: Respondendo às suas perguntas

Respondendo às suas perguntas

Caros Amigos:

Os artigos anteriores, com especial ênfase para o de 25 de Junho “o que esperar numa entrevista de selecção e como se preparar” geraram muitos comentários positivos e elogios que muito agradeço! Entretanto, também aparecerem várias perguntas de leitores que naturalmente precisam de ajuda. Dedico este artigo à responder as perguntas:


Pergunta 1.  O que  faz alguém que recebe uma proposta para ocupar um cargo que nunca ocupou antes e não tem experiência nenhuma sobre o trabalho a realizar?
A minha sugestão é: aceite a posição se ela tem cabimento nos seus planos de carreira a  médio e longo prazo! A experiência ganha-se na posição e não fora dela.

No artigo de 29 de Maio de 2011 “como se preparar para o mercado de trabalho”, dissertei sobre a importância de se definir o trajecto de carreira, e para tal fazer uma análise FOFA que nos facilita apurar o nosso potencial bem como as fraquezas é bastante útil. Quando temos um plano definido de carreira, torna-se fácil tomar a decisão sobre aceitar ou não uma posição. Por exemplo, se a minha aspiração é tornar-me um Especialista em Recursos Humanos, aceitar uma oferta para a posição assistente de contabilidade não é uma decisão que vai de encontro com as minhas aspirações. Devo seriamente poderar o valor que tal decisão irá acrescentar.

Por vezes recebemos ofertas de emprego para posições que não nos sentimos preparados, mas se temos a analise FOFA feita, poderemos verificar quais são as competências necessárias para a posição que nos é oferecida e avaliar o real potencial de sucesso.

Devo acrescentar entretanto, que por vezes o MEDO do fracasso